Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença Entre Elas? Descubra!

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença embora o Brasil apareça em quarto lugar no ranking de países com maior número de diabéticos não fomenta muitas informações a respeito da doença. Para se ter uma ideia muitos diabéticos não sabem nada a respeito. A seguir você poderá saber mais sobre diabete tipo 1 e 2 qual a diferença.

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença Hiperglicemia

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença – Hiperglicemia

Basicamente diabete consiste numa doença em que ocorre hiperglicemia, ou seja, aumento da presença de glicose no sangue. A diferença entre o tipo 1 e o tipo 2 da doença está no motivo pelo qual esse acúmulo ocorre.

Insulina

O hormônio chamado de insulina é secretado pelo pâncreas e tem como função encaminhar a glicose (açúcar) para dentro das células onde será transformado em energia para o corpo. Quando não se tem produção desse hormônio, quando é secretado em quantidade baixa ou se mostra ineficaz ocorre a hiperglicemia.

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença

Diabete Tipo 1 e 2 Qual a Diferença

Diabete Tipo 1 e 2 Qual Diferença

Diabete Tipo 1

As pessoas que tem diabete tipo 1 não produzem insulina, isso significa que precisam de injeções dessa hormona para que possam normalizar os seus índices glicêmicos. Em geral o tipo 1 se manifesta nas pessoas ainda jovens, inclusive em crianças.

Sintomas

Os sintomas da diabete tipo 1 costumam se apresentar entre a primeira infância e os 20 anos de idade, porém, nada impede que se manifeste numa pessoa mais velha. Geralmente os sintomas se caracterizam como episódios de hiperglicemia. Esse tipo não pode ser evitado.

Diabete Tipo 2

Nesses casos o organismo produz insulina, porém, ou a sua produção é muito baixa não atendendo a demanda necessária ou então existe resistência à ação da mesma. Basicamente nas pessoas resistentes as suas células não conseguem captar a insulina de maneira que não recebem a glicose. A consequência em ambas às situações é o aumento de açúcar no sangue.

Sintomas

Dentre os sintomas do diabete tipo 2 estão sede excessiva, intensa sensação de fome, vontade de urinar muitas vezes no decorrer do dia, fadiga, dificuldade de cicatrização de feridas, manchas escuras na pele, furúnculos entre outros. Existem alguns fatores de risco para a doença que são obesidade, sedentarismo e dieta desregrada.

Em geral essa doença se manifesta depois dos 40 anos de idade, contudo, o número de crianças diagnosticadas com o tipo 2 tem aumentado consideravelmente devido a pouca atividade física e o intenso consumo de alimentos industrializados ricos em açúcares. É possível prevenir a doença mantendo um estilo de vida saudável.

Consequências da Diabete

Os dois tipos de diabete podem ocasionar consequências bastante sérias para os pacientes dentre as quais se destacam cegueira, insuficiência renal e amputações de membros. O aumento dos índices glicêmicos é o grande responsável pelas consequências advindas da doença.

Seguir o tratamento indicado pelo médico a risca e estabelecer um estilo de vida saudável é essencial para evitar esse tipo de complicação. Os pacientes de diabete tipo 1 em geral fazem uso de injeções de insulina enquanto os pacientes do tipo 2 utilizam medicamentos via oral. Pode acontecer de pacientes do tipo 2 que não respondem positivamente ao tratamento precisar do uso de insulina também.

Agora que você conhece mais sobre diabete tipo 1 e 2 qual a diferença pode se cuidar melhor.

Roberto Lorenzo

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *